"Gótica", de Clara Tahoces

"Estepa, finais do séc. XVIII. A jovem Analisa chega de Madrid para acudir à tia moribunda. Uma vez lá, a jovem começa a sofrer de estranhos e terríveis pesadelos e de um mal subtil que parece consumi-la pouco a pouco. Um dia Analisa acorda dentro de um caixão. Junto a ela repousa a tia, aparentemente morta. Quando a jovem escapa e se sente a salvo, descobre que algo grave aconteceu. E sente a dor aguda da fome…Madrid, princípios do século XXI.
A verdadeira vocação de Alejo é a escrita. Assim, enquanto trabalha em telemarketing, dedica-se intensamente à investigação para aquela que será a sua grande obra literária.
Até que Dário, o irmão da namorada, entra nas suas vidas. É um tipo estranho, que se considera «caçador de vampiros», e arrasta Alejo para o ambiente gótico de Madrid. Tudo muda no dia em que Alejo conhece Ana, uma mulher misteriosa e fascinante que se torna a sua única obsessão."

A Minha Opinião:
Este foi um livro estranho!
Estava à espera de uma grande caçada aos Vampiros mas isso não aconteceu.
Gostei, mas não foi nada do que estava à espera, confesso que esperava mais.
É a historia de Analisa e de como se tornou Vampira no Sec. XVIII e paralelamente como vive no Sec. XXI depois de tanto tempo.
O enquadramento dos Góticos também ficou um pouco aquém daquilo que é na realidade.
Enquanto lemos, a história toma um rumo que nos leva a pensar num final bem diferente daquele que nos é apresentado o que me fez, no final da leitura, voltar ao inicio da história da Analisa para perceber algumas coisas sobre a sua infância e sobretudo sobre a sua tia.
De refrir ainda a tradução que é péssima, tanto a nivél de erros ortográficos, como a palavras que ficaram como no original e mesmo na estruturação do texto, especialmente nos diálogos.

(Bem haja Fbeatriz e ao Site Segredos dos Livros.)

Sem comentários: