"Abstinência", de Tom Perrotta

"Stonewood Heights é o sítio perfeito para criar os filhos. Tem boas escolas, uma comunidade unida e um mercado imobiliário forte. Os pais envolvem-se nas vidas dos filhos e todas as oportunidades de enriquecimento pessoal são exploradas. Ruth Ramsay é a professora de Educação Sexual na escola secundária local.


Acredita firmemente que «o prazer é bom, a vergonha é má e o conhecimento é poder.» Tim Mason, o treinador de futebol da filha mais nova, é um ex-toxicodependente que, depois de um divórcio difícil, trocou a cocaína por Jesus. Tim tornou-se membro do Tabernáculo, uma igreja cristã evangélica que não aprova o estilo de ensino de Ruth e, através de uma subtil rede de influências, tenta substituir o ensino da Educação Sexual pelo ensino da… abstinência! Ruth considera o Tabernáculo uma instituição repressiva e conservadora, e tenta travar os seus esforços. Como adversários numa guerra de culturas, Ruth e Tim desconfiam instintivamente um do outro. Mas quando uma controvérsia no campo de futebol os obriga a falarem um com o outro, começam a ver-se com outros olhos."

A Minha Opinião:
Quando comecei este livro estava à espera que fosse uma história mais "cor de rosa", com mais romance!
Ruth é uma divorciada que apesar de estar muito bem na sua independência anseia por ver a sua vida sexual um pouco mais estabilizada, os seus melhores amigos são um casal homosexual que a ajudam, ouvindo os seus desabafos enquanto eles mesmos passam por uma crise na sua relação.
Tim, treinador da equipa de futebol da filha de Ruth, depois de ter tido grandes problemas com as drogas encontra o seu caminho na Igreja.
O grande confronto entre os dois dá-se quando depois de uma vitória da equipa de Tim este resolve reunir as suas jogadoras e fazer uma oração de agradecimento a Deus e Ruth não gosta do que vê, já que ela acha que ele como treinador de futebol não tem de orientar nem a sua filha nem as colegas para a sua religião.
A partir daqui tudo começa a correr mal.
Os confrontos entre uma Professora de educação sexual e um membro da Igreja Evangélica é o ponto forte do livro.
Depois temos a história dos casamentos passados de ambos, que nos ajudam o pouco a perceber o porquê das suas ideias.
A escrita do autor é directa, sem grandes floreados o que nos leva a avançar na história de uma forma rápida, sem nos perdermos com descrições.
Confesso que estava à espera de algo melhor, mas valeu a pena ler!

(Bem haja fbeatriz e ao site Segredo dos Livros!)

Sem comentários: