"A Praia da Saudade" de Francisco Salgueiro

"Portugal, 1964. Salazar proibia a Coca-Cola, a censura amordaçava escritores e a PIDE prendia inocentes. Beatriz e Rodrigo apaixonam-se. Ela, de educação católica e membro da Mocidade Portuguesa Feminina. Ele, um defensor da liberdade e crítico do regime. Em plena ditadura, havia apenas uma regra no que tocava às relações: não se apaixonar pela pessoa errada.
Quarenta e cinco anos mais tarde, o neto de Rodrigo abre um cofre fechado durante décadas e encontra as cartas de amor trocadas entre os dois. Descobre a história de uma paixão impossível, que tentou sobreviver às pressões sociais de um país mergulhado nas trevas do regime salazarista. A política de Salazar obrigou à separação dos dois amantes, mas nunca conseguiu matar o amor que os unia. Poderá ainda haver um final feliz, ou será tarde demais?
Entre o ambiente de Lisboa nos anos sessenta, a guerra em África e o retrato de uma sociedade governada pelo medo, o autor, com base numa história real, escreve um romance emocionante e comovente a que nenhum leitor ficará indiferente."

A Minha Opinião:
Uma verdadeira história de Amor.
Temos um relato fiel de Portugal nos temos da Ditadura onde tudo girava à volta da conjuntura política que dominava o nosso povo, até mesmo uma banal história de Amor.
O Autor faz um retrato de todos os personagens enquadrando-os numa sociedade controladora em que nada era permitido.
Podia dizer que é apenas mais um livro sobre os tempos de Salazar, mas não é assim porque apesar de tudo aprendemos sempre algo novo.
Rodrigo mostra a Beatriz que tudo e possivel, leva-a a descobrir o Cinema, a Literatura e a beleza da vida e do País num simples piquenique numa bela praia, a Praia da Saudade. Infelizmente e devido a todas as artimanhas da vida os dois não conseguem ficar juntos...
Mas no final o Amor acaba por triunfar!
Um livro com uma história enternecedora, de alguém que se transforma uma ser sem Amor e sem gosto pela vida devido à opressão de um Sociedade opressiva, mas que descobre que pode voltar a Amar com o nascimento de uma criança a quemj passa a dedicar todos os seus dias... essa criança fará que o seu grande amor do passado volte a renascer e se perpetue pelos tempos ;)
Um livro belissimo que mais uma vez nos faz ver o quão mau era viver em Portugal em tempos de Salazar!

(Bem Haja Fbeatriz e ao Site Segredo dos Livros!)

1 comentário:

Helda Parreira disse...

Olá!
Vim aqui parar por obra do acaso e deparo-me com as minhas palavras escritas por si... Que sensação estranha esta!
Também achei o livro estupendo.
Enternecedor, sem cair na lamechice, historicamente completo, sem se tornar aborrecido e, de facto, muito cativante. Li-o de enfiada...
Achei, no entanto, aquele pormenor da B. ser neta da B. um bocadinho forçado, desnecessário... (Não queria revelar muito, não haja alguém que passe por aqui e fique a saber demais antes de tempo)
O que acha?
Ah!
E, sendo eu doida por romances históricos, gabo-lhe em particular as escolhas da sra Phillipa Gregory. Tenho todos os livros dela, acho... E estou sempre à espera do próximo.

Os melhores cumprimentos

Helda Parreira, confessa leitora compulsiva