"Bons Sonhos, Meu Amor", de Dorothy Koomson

"Arriscaria tudo por amor?
Nova Kumalisi faria qualquer coisa pelo seu melhor amigo. Ela deve-lhe a vida. Por isso, quando ele lhe pede que seja mãe de substituição do seu filho e, apesar de saber que corre o risco de perder a amizade, Nova aceita.
Oito anos mais tarde, Nova está a criar o filho de Mal sozinha, porque a mulher dele mudou de ideias, escassos meses antes de a criança nascer, assim destruindo a relação entre os dois amigos.
Agora, Leo, o filho de ambos está gravemente doente. Nova quer que Mal conheça o filho antes que seja demasiado tarde.
Na tragédia descobrirão o quanto significam um para o outro."

A Minha Opinião:
Li este livro de uma assentada! Fiquei completamente "agarrada" a ele logo nas pimeiras páginas, não podendo interromper a sua leitura por muito tempo seguido.
É inevitável, sendo mãe, não sentir esta história até ao mais profundo do nosso ser.
Nunca achei que teria vocação para mãe, nunca fui "assaltada" por aquele tão falado instito maternal como alguma das minhas amigas antes de ter a minha filha e ao ler esta história recuei atrás no tempo e recordei a minha gravidez... Um bebé a crescer dentro de nós é algo que nos transforma na totalidade! Abdicar do meu bebé!?!?!?! Acho que não seria capaz, nem sequer pela minha irmã ou irmão.
Nova estava disposta a isso para que Mal, seu amigo de infância fosse totalmente feliz, mesmo sabendo que essa Felicidade não seria partilhada com ela, mas para ela o facto de o seu grande Amigo e Amor ser feliz era o bastante.
As coisas não foram assim e Nora ficou com o seu Filho, passou por tudo sózinha até practicamente ao final.
Confesso que de todas as surpresas que o livro nos vai apresentando, a que eu mais queria não aconteceu, o que me fez chorar e chorar coisa que a própria Nova não fez... A partir de agora eu mesma vou pensar 2 vezes antes de empregar as palavras "nunca mais..." porque realmente quando as dizemos não sabemos o seu real significado.
Mais uma vez, como no sei 1º livro "A Filha da Minha Melhor Amiga", a autora mostra o que é de facto Ser Mãe, não só no papel de Nova, mas também no de Tia Mer que pouco aparece na história, mas a sua participação é bem marcante.
Adorei também as pequenas passagens sobre Leo, pequenas atitudes de criança que enchem o coração de uma Mãe!
O final é surpreendente e adorei o novo porto de abrigo de Nova, realmente um bom sitio para começar uma vida nova... com Dolly ;)
Uma leitura que recomendo a todos!

(Muito obrigado Fbeatriz e ao Site Segredo dos Livros!)

3 comentários:

Marta disse...

Olá

Passa no meu blog...tenho uma coisinha para ti!

Boas Leituras!!!

Bjs

Migalhas disse...

Ainda não consegui ler o primeiro livro desta autora, mas li o "Pedaços de Ternura" e fiquei desiludida... No entanto, ao ler a tua opinião em relação a este, fiquei curiosa, mas a pilha está grande ;)
Beijinhos e bom fim-de-semana

Betita disse...

Migalhinhas minha linda, começaste mal :)
Realmente o Pedaços de Ternura é o menos bom dela!
O "A Filha da minha Melhor Amiga" é muito bom e este ultimo também é excente!!! Tens de ler ;)
É mais um que veio pelo Segredo dos Livros, não te queres aventurar?