O Leque Secreto, de Lisa See

Sinopse: Uma viagem pela China do Século XIX
Escritora de mistério, Lisa See leva o leitor até à China do século XIX onde duas raparigas desenvolvem uma profunda relação de amizade. Desde meninas, Lili e Flor de Neve comunicam entre si através de uma linguagem secreta - nu shu - inscrita num leque de seda. Habituadas a partilhar as agruras da vida sabem que só o casamento as pode salvar de uma vida condenada ao sacrifício. Por isso, desde muito cedo experimentam a dor, através da tradição de enfaixamento dos pés, de forma a torná-los delicados e pequenos aos olhos dos homens. Aprendem a bordar e a coser e tornam-se verdadeiras irmãs de juramento. Porém, os anos vão passando e a entrada na vida adulta, o casamento e um mal-entendido ameaçam os estreitos laços de amizade entre as duas, mas perto do fim da vida voltam a reencontrar-se. Uma leitura inspiradora, comovente e de uma extrema sensibilidade, são a prova inequívoca da conquista do prémio para "Melhor Romance de 2005".



A Minha Opinião:
Este é um livro que já trazia debaixo de olho desde a sua publicação, mas como sempre foram aparecendo outros e mais outros e claro que foi ficando esquecido :P
Recentemente por insistencia de uma querida Amiga  lá resolvi procurar por ele para finalmente o ler :)
Adorei!
Recordou-me em algumas parte um outro livro sobre a China, "Cisnes Selvagens", que já li há muitos anos e que também me arrebatou por completo.
Neste "Leque Secreto", duas crianças passam juntas pela atrocidade de enfaixamento dos pés, a que as raparigas eram sujeitas na China, e a partir daí nasce uma amizade eterna. Partilhando aprendizagens de mulheres, num mundo em que eram vistas como um simples "utensilio" da sociedade, Lirio e Flor da Neve partilham alegrias, tristezas e tudo o que mais lhes surgia trocando sempre mensagens no seu Leque numa escrita própria das mulheres chinesas: Nu-Shu .
Confesso que esperava tudo para final deste livros... mesmo o fim de tão grande e pura amizade, mas a autora conseguiu surpreender-me.
A quem leu tenho de confessar que senti uma angustia enorme aquando do esclarecimento de algumas palavras mal interpretadaspor uma delas, levando as amigas-irmãs a afastarem-se.
Mas no meio dos reveses da vida, no final, mesmo que no final da própria vida tudo se torna claro... até porque numa verdadeira amizade tudo se esclarece sempre.
Um livro que nos enche o coração de ternura muitas vezes pensando nas nossas próprias amizades :P
Um retrato muito bem conseguido da China e das suas tradições especialmento no que diz respeito às mulheres e ao seu papel na sociedade.

3 comentários:

Angelina Violante disse...

Eu tenho aqui esse livro que me compraram na feira do livro de Lisboa, mas como tenho tanto que ler vai ficando sempre para último.
Agora fiquei curiosa acerca do livro que mencionaste os Cisnes Selvagens.

Beijinho

cris disse...

viaja-se no tempo com
este livro e "dói" quando as meninas começam a enfaixar os pés,não é?bjs

cris disse...
Este comentário foi removido pelo autor.