"Decepção Fatal", de Elizabeth George

"Embora um pouco longo, este romance, rico e absorvente, relata uma Inglaterra contemporânea, culturalmente complexa e transbordante de tensões.
A protagonista é Barbara Havers, o sargento taciturno que está de licença na Scotland Yard a recuperar dos ferimentos sofridos em "Na Presença do Inimigo", enquanto o Inspector-detective Thomas Lynley e Helen Clyde estão em lua de mel.
Quando os seus vizinhos, o microbiólogo Taymullah Azhar e a sua encantadora filhinha Hadiyyah, saem de Londres para vizitar a familia em Balford-le-Nez, na costa do Essex, Havers segue-os, não só por estar sem nada para fazer, mas também porque fica cheia de curiosidade e com algumas suspeitas.
Está preocupada como bem-estar de Hadiyyah, consciente dos tumultos que se seguiram ao recente assassinato de um paquistanês, em Balford.
Aí, o Inspector Emily Barlow pede ajuda a Havers na investigação do crime que provocou as desordens.
Escondidas no enredo estão pistas subtis que conduzem a uma solução articulada com a lei e tradição islâmicas. Havers identifica astutamente o criminoso, mas arrisca a carreira quando durante uma frenética perseguição de barco no mar do Norte, vai contra as ordena dadas por Barlow, que se mostra tendenciosa e cheia de ambições. É um mistério invulgarmente intrincado, mas Elizabeth George consegue agarrar os leitores com a actuação da policia, que sucessivamente se concente em mais de uma dúzia de suspeitos muito bem delineados."

A Minha Opinião:
Iniciei a leitura deste livro um pouco desgostosa quando me apercebi este era o seguimento de outro: "Na Presença do Inimigo", mas mesmo assim decidi continuar e ainda bem que o fiz ;)
A autora presenteia-nos com um verdadeiro policial em que quando tudo parece "claro como água" vem um pequenino pormenor que nos faz regressar à estaca zero.
São surpresas atrás de surpresas num ambiente de crime que vai desde o roubo ao homicidio.
A comunidade Islâmica vitima de racismo em Inglaterra tenta a todo o custo provar que os crimes são feitos por parte dos Ingleses e vice versa o que leva com que as duas "amigas" Emily Barlow e Barbara Havers juntem esforços para deslindar todos os crimes e assim provar que fosse quem fosse o criminoso não haveriam questões raciais envolvidas.
Pelo meio de toda a teia criada a autora aborda ainda temas como a homossexualidade, o papel das mulheres na comunidade Islâmica e como estas têem de subjugar a tudo... nos meio de tudo apareceu ainda uma gravidez e... incesto.
Resumindo: adorei e vou sem duvida procurar mais desta autora e enterrar-me de vez na montanha de livros que tenho para ler... Não tenho emenda ;)


(Bem haja querida Amiga Fern2005 por mais uma vez contribuires para a descoberta de uma grande Autora!)

6 comentários:

Livros de Bia disse...

Não conheço essa autora, mas pela sinopse o livro parece ser bem interessante.

Bjks

semidio disse...

Olá amiga, envio-te um miminho que está no meu blog!!!!
Um grande beijinho!

Ferncarvalho disse...

Estás realmente imparável!!!
Ainda bem que decidiste apostar no "calhamaço"! Vês como gostaste?
:P

Beijos

Paula disse...

Olá, estou passando para te dizer que tens um mimo no meu blog (está no canto inferior esquerdo do blog).

Bjs e continuação de boas leituras!

Homem do Leme disse...

Desta autora tenho o "Morte sem Testemunhas" e adorei.

Miar à chuva disse...

Parece-me um excelente livro!
Desconhecia este livro, mas despertaste a minha curiosidade ;-)