"O Mercador Português", David Liss

"Depois do sucesso de A Conspiração de Papel, David Liss volta a recuar no tempo para um momento chave na História: a Amesterdão de 1659, capital do comércio europeu, onde a perfídia impera e até os melhores amigos têm segredos. Na primeira bolsa de valores do mundo, as fortunas são ganhas e perdidas num instante, e Miguel Lourenço, um judeu que fugiu de Lisboa devido à Inquisição, sabe-o melhor que ninguém. Outrora um dos comerciantes mais invejados da cidade, Miguel perdeu tudo numa súbita desvalorização do açúcar. Agora, empobrecido, humilhado e a viver da caridade de um irmão mesquinho, precisa urgentemente de encontrar uma forma de recuperar a fortuna e a reputação. E essa oportunidade aparece quando é contactado por uma misteriosa mulher que lhe propõe uma jogada ousada: o monopólio de um produto desconhecido e fascinante chamado café. Para ser bem sucedido, Miguel terá que arriscar tudo aquilo em que acredita e testar os seus próprios limites. Mas cedo se vai ver envolvido pelo caos dos mercados, pela ganância dos concorrentes, pelas intrigas de um inimigo poderoso... e pelos braços quentes e sedutores da esposa do seu irmão."

A Minha Opinião:
Gostei muito da história de Miguel Lourenço e da forma como se conseguiu desenvicilhar dos seus problemas num país para ele tão estranho.
Nota-se a grande pesquisa histórica do Autor sobre os mercados do café no Sec. XV, altura em que a Holanda dominava grande parte dos negocias da Europa.
Não apreciei muito a parte final, o desenlace de Miguel com a cunhada e a partida do seu irmão, mas mais que tudo a maneira como terminou a história para a Geertruid.
Uma coisa é certa, se tratassem agora dos problemas da Bolsa e dos negócios como faziam naquela época, de certeza que não haveria por aí tantas acusações de fraudes!

(Bigada Kittycatss!)

Sem comentários: