"A Escriba", de António Garrido

Sinopse: "Alemanha, ano 799. Carlos Magno, em vésperas de ser coroado imperador do Ocidente, encarrega Gorgias, um ilustre escriba bizantino, da tradução de um documento de vital importância para o futuro da Cristandade. O trabalho deverá ser executado no mais absoluto segredo. Entretanto, Theresa, filha de Gorgias e aprendiz de escriba, é falsamente acusada de um crime e procura refúgio na cidade alemã de Fulda, perdendo o contacto com o pai. Aí, conhecerá Alcuino de York, um frade britânico que investiga uma terrível epidemia que assola a população. Quando Theresa é informada do desaparecimento misterioso de Gorgias, ela e Alcuino embarcam numa aventura inquietante para o encontrar e infiltram-se numa teia conspirativa de ambição, poder e morte, em que nada nem ninguém é o que parece e da qual depende o futuro do mundo ocidental.
Combinando o rigor histórico com uma prosa de ritmo trepidante, este romance de Antonio Garrido conduz o leitor por cidades, claustros e abadias medievais, num thriller apaixonante inspirado em factos reais."

A Minha Opinião:
Já tinha este magnifico livro na estante há cerca de 2 anos... Que desperdicio...
Um excelente romance histórico! Tem romance, crimes, traição e muito mistério.
Teresa não era uma rapariga normal do seu tempo, não queria casar e ter filhos apenas desejava ser escriba e seguir os passos de seu pai, mas nessa altura uma mulher no "mundo" dos homens era inaceitável.
Depois de um incendio no dia da sua prova para Escriba todos a julgam morta e Teresa é obrigada a desaparecer e a recomeçar a sua vida num outro lugar...
Mas o que Teresa não sabia era que ao afastar-se para tão longe iria de encontro a muitos probemas, alguns dos quais só seriam resolvidos aquando so seu regresso à sua terra natal.
A escrita do autor e ó próprio enredo da história fizeram-me lembrar um outro autor C. J. Sansom que tem Romances Históricos muito bons.
Um livro muito bom e que recomendo a quem gosta de Romances Históricos ;)

Sem comentários: