"D. Dinis - A Quem chamarm O Lavrador", de Cristina Torrão

A Minha Opinião:
Um Romance Histórico mesmo à minha medida.
É a nossa História, o nosso País e a nossa gente.
Foi-nos contada a história de D. Dinis quando estávamos nos bancos da escola e como é óbvio não passou de mais um nome, mais um conjunto de datas e acontecimentos que guardámos a muito custo e porque tinha mesmo de ser.
Ao ler este excelente Romance sentimo-nos parte da corte de D. Dinis.
A ideia de Rei austero que tinha desapareceu por completo ao perceber que apesar de tudo, o grande problema deste nosso Monarca foi o facto de ser mal-amado, desde a sua familia à sua Rainha, a devota Rainha Santa Isabel que apenas dedicava o seu amor à Igreja.
Apesar da sua falta de amor foi distinguido como trovador e grande poeta, indo buscar a sua inspiração a todas as mulheres que se cruzaram no seu caminho e que deixava para trás com alguns filhos bastardos o que também acabaria por lhe complicar um pouco a vida com a sua familia. 
Sempre lutando pelos interesses de um Reino em permanente crescimento D. Dinis desde cedo contribui para que Portugal assumisse um papel importante no mundo daquela altura: definiu o Território Nacional, criou a primeira Universidade Portuguesa, impulsionou o nosso comércio e a agricultura, muitos eram os seus poemas que animavam a corte.
Mas isto não é uma chata aula de História :)
Um livro com uma linguagem bastante fluida que se lê muitissimo bem e apesar de vários relatos da nossa história de que ouvimos falar vezes sem fim no tempo da escola, ao ler este excelente romance histórico encaramos as nossas gentes daquela altura de uma forma bastante diferente.
Quem gosta de Romances históricos já leu inúmeros sobre a Rainha Virgem e a história da Era dos Tudor em geral, já leu sobre os famosos Bórgia e muitos outros, pois agora temos de dar também lugar aos nossos ;)
Um Romance histórico que não devem deixar de ler...

1 comentário:

André Nuno disse...

Terminei em Junho a leitura desta obra e devo manifestar o meu agrado. D. Dinis era já um Rei por quem sentia muita simpatia mas depois de ler este livro fiquei-lhe com uma admiração enorme. A dimensão humana foi um toque de mestre por parte da autora e este romance histórico é uma bela obra.