"A Varanda das Gardénias", Sandra Sabanero

"A história de um amor intemporal entre uma mexicana e um norte-americano… Um retrato cru e verdadeiro do México contemporâneo… Durante dezasseis anos, a vida da família Domínguez decorre feliz e sem sobressaltos. No entanto, esta tranquilidade quebra-se quando o pai, Juan, é injustamente acusado de um duplo crime e morre. A família dissolve-se: Ezequiel, o filho, vai-se embora de Mescala, a pequena vila onde vivem, perseguido por um perigo desconhecido. A filha Rebeca muda-se para Lugarana, onde fica a viver com uma tia. É aí que conhece Patrick Pettegrew. Para ambos é o primeiro e, simultaneamente, o grande amor das suas vidas. A veracidade dos seus sentimentos esbarra na rigidez dos preconceitos culturais e o casal acaba por separar-se devido a intrigas familiares. Quinze anos mais tarde, quando Rebeca, já convertida em advogada, está prestes a casar-se, Patrick regressa ao México após uma estadia no Vietname e três casamentos fracassados. Os dois voltam a encontra-se e o amor da juventude renasce com a mesma força do passado. Mas antes, Rebeca deve romper o seu compromisso sentimental e desmascarar os autores da tragédia da sua família. Em A Varanda das Gardénias, a autora utiliza o realismo mágico para contar uma sensual história de amor e, ao mesmo tempo, fazer uma crítica à sociedade mexicana, onde ainda subsistem vários preconceitos."

A Minha Opinião:
Esperava mais deste livro.
Uma bela história e amor com os habituais percalços: disputas familiares e diferenças sociais...
O discurso é por vezes confuso fazendo com com que perca a noção da altura dos acontecimentos que se sucedem de forma muitissimo "atabalhoada" (bela palavra!!!)
De resto, valeu a pena pelas Gardénias.

Sem comentários: