"A Praia das Pétalas de Rosa", de Dorothy Koomson

Sinopse:
"Todas as histórias de amor sofrem reviravoltas.
Depois de quinze anos de um grande amor e um casamento perfeito, Scott, marido de Tamia, é acusado de algo impensável.
De repente, tudo aquilo em que Tamia acreditava - amizade, família, amor e intimidade - parece não ter qualquer valor. Ela não sabe em quem confiar, nem sonha o que o futuro lhe reserva.
Então, uma estranha chega à cidade, para lançar pétalas de rosas ao mar, em memória de alguém muito querido e há muito perdido. Esta mulher transporta consigo verdades chocantes que transformarão as vidas de todos, incluindo Tamia que será obrigada a fazer a mais dolorosa das escolhas..."
 

 
A Minha Opinião:Esta é uma das minhas autoras preferidas, as suas histórias têm sempre uma teia de acontecimentos, com uma carga emocional tão grande que levam o leitor à exaustão.
Neste romance temos Tami como personagem central, que ao ver a sua vida virada do avesso tem de optar entre lutar por si mesma ou pela sua família. Mas será que se não lutar por si mesma conseguirá salvar a sua família???
Depois há várias personagens à sua volta: as que a ajudam, as que lhe dificultam a vida... mas todas elas, à sua maneira acabam por lhe mostrar o caminho a seguir.
Uma excelente leitura :)
 

"A Frágil Doçura do Bolo de Limão", de Aimée Bender

Sinopse
"Na véspera do seu nono aniversário, a delicada Rose prova o bolo de limão com chocolate que a mãe fizera e descobre ser dona de um dom mágico: consegue percecionar as emoções da mãe ao saborear aquela fatia de bolo. Para seu grande espanto, experimenta desespero na aparente alegria da mãe.
Em pouco tempo, torna-se conhecedora de alguns segredos, daqueles que a maioria das famílias preferiria manter guardados: o afastamento do pai, a transgressão da mãe e o isolamento cada vez maior do irmão."
 
A Minha Opinião:
"A Frágil Doçura do Bolo de Limão"... confesso que me apaixonei logo pelo titulo :)
A sinopse prometia uma bonita história, mas não foi assim...
Rose é uma criança que se sente deslocada no seio da sua família e busca ao máximo enquadrar-se, mas tudo se complica pois consegue detectar os sentimentos de todos a partir dos alimentos que cozinham.
As personagens são estranhas, o enredo um pouco complexo, mas mesmo assim acabei por gostar bastante, sobretudo devido à forma como está escrito...
Fez-me lembrar um livro que já li há bastante tempo e que adorei: "A Solidão dos Números primos".