"A Memória da Água" de Karen White

Sinopse:
"Na noite em que a mãe desaparece numa tempestade no mar, as irmãs Diana e Marnie Maitland descobrem que pode haver mais do que um tipo de morte. As duas passarão a guardar os seus próprios segredos sobre o que realmente aconteceu - segredos que as perseguirão até à idade adulta.
Após dez anos de silêncio entre as duas irmãs, Marnie Maitland regressa à Carolina do Sul a pedido de Quinn, o seu ex-cunhado. O pequeno Gil voltou de um passeio de barco com a mãe profundamente perturbado e recusa-se a falar. Para ajudar o sobrinho, Marnie será obrigada a reabrir velhas feridas e trazer à superfície memórias inquietantes e há muito enterradas. E terá de confrontar Diana... Mas serão elas capazes de exorcizar os fantasmas que as atormentam? Serão capazes de lidar com as suas próprias fraquezas?
Intenso e comovente, A MEMÓRIA DA ÁGUA explora os laços que unem duas irmãs e a coragem para enfrentar os obstáculos mais difíceis e as memórias mais dolorosas."

A Minha Opinião: 
Ora aqui está um belo livrito :P
Confesso que pela sinopse não estava à espera que a história me prendesse tanto.
Grande parte do mistério é mais ou menos desvendado logo nas primeiras páginas mas mesmo assim o interesse pela história mantém-se inabalado ;)
Duas irmãs reencontram-se, muitos anos após terem passado juntas por um grave acidente no qual perderam a mãe.
Com o objectivo de ajudarem o pequeno Gil, filho de uma delas, a superar o trauma da água e recuperar a fala, a qual perdeu num grave acidente de barco semelhante ao que elas tiveram, muitas recordações vão voltar e muitos mistérios sobre as noites de ambos os acidente se irão desvendar.
Mas apesar de separação e de todos os problemas que tiveram de enfrentrar as duas irmãs acabaram por perceber que irmãos serão sempre:

"Duas almas que se tocam sem se fundirem, dois dedos da mesma mão"

"Quando Lisboa tremeu", de Domingos Amaral

Sinopse: "Lisboa, 1 de Novembro de 1755. A manhã nasce calma na cidade, mas na prisão da Inquisição, no Rossio, irmã Margarida, uma jovem freira condenada a morrer na fogueira, tenta enforcar-se na sua cela. Na sua casa em Santa Catarina, Hugh Gold, um capitão inglês, observa o rio e sonha com os seus tempos de marinheiro. Na Igreja de São Vicente de Fora, antes da missa começar, um rapaz zanga-se com sua mãe porque quer voltar a casa para ir buscar a sua irmã gémea. Em Belém, um ajudante de escrivão assiste à missa, na presença do Rei D. José. E, no Limoeiro, o pirata Santamaria envolve-se numa luta feroz com um gangue de desertores espanhóis.
De repente, às nove e meia da manhã, a cidade começa a tremer. Com uma violência nunca vista, a terra esventra-se, as casa caem, os tectos das igrejas abatem, e o caos gera-se, matando milhares. Nas horas seguintes, uma onda gigante submerge o terreiro do Paço e durante vários dias incêndios colossais vão atemorizar a capital do reino. Perdidos e atordoados, os sobreviventes andam pelas ruas, à procura dos seus destinos. Enquanto Sebastião José de Carvalho e Melo tenta reorganizar a cidade, um pirata e uma freira tentam fugir da justiça, um inglês tenta encontrar o seu dinheiro e um rapaz de doze anos tenta encontrar a sua irmã gémea, soterrada nos escombros. "

A Minha Opinião:
Todos nós estudámos a história de Portugal na escola e claro que passámos pelo famoso terramoto de Lisboa em 1755, mas o facto é que nessa altura achámos uma chatice, não era?!?!?!
Pois bem, neste livro não há chatice nenhuma ;)
Um grande tremor de terra destroi a cidade e começa o verdadeiro pandemónio.
A história está dividida em 4 partes: Terra, Água, Fogo e Ar, em cada uma delas o autor descreve a forma como a cidade e os seus habitantes eram massacrados pelas forças da natureza, e como as vidas de tão dispares habitantes se cruzam e se entrelaçam de tal modo que até ao final supomos tudo, menos o verdadeiro desfecho que vai ter :)
Um Romance histórico a não perder!

"A Escrava de Marfim", de Almudena de Arteaga

Sinopse: "Um romance repleto de amor, aventura e erotismo.
Século XVII. Por entre as trevas de um amanhecer no porto de Lisboa, Isabel de Varela, uma jovem enigmática e misteriosa com apenas 16 anos, obedece em silêncio ao pai que, sem recursos, a separa do resto da família e a obriga a embarcar para África, pela exótica e quase desconhecida Rota das Especiarias.
Aventura-se a aceitar a mestiçagem de um casamento forçado com um rei convertido ao cristianismo, como exemplo da evangelização naquelas costas selvagens.
Um casamento tão artificial conduzirá a uma guerra cruel e terrível, onde os interesses religiosos e económicos se irão saldar no massacre de 300 mártires em Mombaça, numa rainha cativa num harém, e num sultão tentado pela pirataria no mar Vermelho.
Século XXI. Carmen, uma professora universitária, seduzida pela história dramática de Isabel, inicia uma viagem ao Quénia, onde a sua investigação se irá fundindo com a natureza e as paisagens.
Entra numa espiral de mistérios apaixonantes - uns maços de papéis provenientes da Índia, o símbolo cristão do peixe gravado numa pedra, ou um camafeu - que rodeiam a vida da sua protagonista e que irão entretecendo a sua com a de Isabel, até deixar de poder entender-se uma sem a outra. As suas descobertas culminarão num final surpreendente."

A Minha Opinião:
Este é mais um daqueles livros que tinha esquecido na estante há vários anos :P
A história de duas mulheres separadas por 4 séculos... e um camafeu :)
Isabel no Sec. XVII vê-se obrigada enfrentar uma vida de escravidão quando ela própria era a Rainha, no meio de uma guerra sem sentido. Isabel no Sec XXI depois de ver a sua vida pessoal completamente destruida embarca num aventura para o Quénia numa investigação maravilhosa que a levará a descobrir as grandes aventuras de Isabel mas também a viver as suas próprias aventuras.
Uma leitura viciante de um belissimo romance histórico :)
Este é mais um daqueles livros que tinha esquecido na estante há vários anos  

"Os Olhos Amarelos dos Crocodilos" de Katherine Pancol

Sinopse: Este é um romance sobre uma mentira, mas também sobre a amizade e o amor, o dinheiro e a traição, o medo e a ambição.
A acção desenrola-se em Paris. Duas irmãs. Iris é uma mulher muito bonita, rica, elegante e sofisticada, mas vive desencantada com a vida e com o seu casamento. Joséphine é uma intelectual, historiadora, muito menos bonita do que a irmã e com uma vida bem mais difícil. Casada, tem duas filhas, vive nos subúrbios e trabalha para pagar as contas.
Certo dia, num jantar, Iris faz-se passar por escritora. Presa na sua mentira, convence a irmã a escrever o livro que ela própria assinará. Abandonada pelo marido, cheia de dívidas, Joséphine submete-se, como sempre, aos caprichos da irmã. Mas esta é uma decisão que vai mudar o destino destas duas mulheres.
A escritora francesa Katherine Pancol traça com mestria um retrato real e vivo de mulheres que tentam triunfar na carreira profissional, na vida familiar e alcançar o reconhecimento social. Mas que, por baixo desta aparente vida de sucesso, escondem uma profunda infelicidade, falta de confiança e frustração.
Os Olhos Amarelos dos Crocodilos é uma verdadeira lição de vida. Este romance, um verdadeiro best-seller em Espanha e França, dá-nos a conhecer as mulheres que somos, as que queremos ser, as que nunca seremos e as que talvez sejamos um dia. Mulheres à procura de um caminho na vida, em busca de si próprias e à descoberta de novos amores.

Autora:
Katherine Pancol nasceu em Casablanca. Aos cinco anos mudou-se com a sua família para Paris. Frequentou o curso de Estudos Literários e doutorou-se em Literaturas Modernas. Trabalhou como professora de francês, latim, antes de começar a trabalhar como jornalista em publicações como Paris Match e Cosmopolitan. Publicou já vários livros, mas o êxito chegou em 2006 com saída de Os Olhos Amarelos dos Crocodilos.


A Minha Opinião:
Há meses que ouvia falar deste livro! Há meses que o procurava na minha santa terrinha, mas só na semana passada o encontrei :) Parece que vivo no fim do mundo (mas só às vezes!!!)
Pois bem, é óbvio que comecei logo a ler :P
Adorei! Fiquei encantada com Josephine e por vezes a minha vontade era mesmo apertar o pequeno pescocinho da sua filha Hortense... mas ela acabou por se portar bem ;)
Ni inicio achei a história um pouco confusa... um grande numero de personagens, a escrita também não é fácil pois estamos muito bem a ler e o discurso é muito bem eleaborado na terceira pessoa e de repente passa a ser na primeira pessoa... lá voltava eu atrás para ver o que se tinha passado :) Mas foi uma questão de tempo e depois de entrar na história a leitura tornou-se quase compulsiva.
Mais uma vez temos uma mulher desgostosa com a sua vida e que fica sózinha para enfrentar tudo e lutar pelos filhos (no caso filhas) e por ela própria (parece moda), depois temos a sua irmã, que tem tudo o que alguém pode desejar mas também à sua maneira vivia infeliz.
Quanto aos olhos amarelos dos crocodilos acho que estão espalhados por todos os lugares!
Um romance excelente que adorei ler com um final que nos enche o coração...

"Redoma de Vidro", de Kate Holmquist

Sinopse: "Por vezes, para se seguir em frente é necessário voltar atrás...
Na manhã do dia em que completa trinta e sete anos, Louisa Maguire faz uma dura análise da sua vida, e não fica muito satisfeita com o que vê. Foi uma filha não desejada pela mãe. O marido é um mulherengo. A melhor amiga não desiste de a tentar seduzir. Tudo o que lhe resta são os filhos que adora, uma agitada carreira a fotografar a "gente bonita" de Dublin…e um desejo de voltar atrás no tempo e começar tudo de novo.
Quando lhe aparecem no estúdio duas caras há muito esquecidas, o pensamento de Louisa é inundado de recordações da infância boémia em Nova Iorque e de um Verão passado nos Hamptons quando tinha dezassete anos. Quando também o seu primeiro amor chega a Dublin, Louisa vê a sua vida virada ao contrário, sendo forçada a enfrentar a terrivel verdade sobre a razão que sempre a levou a eleger a segurança em detrimento da paixão e a preferir o sexo ao amor.
Redoma de vidro é uma história evocativa e intrigante de intimidade e de traição sobre aprender a abrir mão do passado."


A Minha Opinião:
Este é um daqueles livros que comprei por impulso e depois ficou esquecido na minha infindável lista de livros por ler... Mas agora lá chegou a sua vez :)
Conta-nos a história de Louisa e da sua familia e como ela consegue triunfar depois de muitos anos "enclausurada" na sua "Redoma de Vidro". Vivendo sempre dedicada ao seu trabalho e familia tentanto esquecer um passado doloroso Louisa acaba por se esquecer que também ela tem sentimentos, vontade própria e sobretudo desejos como qualquer ser humano. Na manhã em que faz 37 anos resolve encarar a sua vida familiar fracassada e dar a volta à situação. Mas muitos obstáculos terá de ultrapassar... Desde a partida de uma das suas melhores amigas em busca de um amor antigo e a luta de outra contra o cancro, Louisa vê-se ainda confrotada com o seu passdo e o reencontro com o seu grande Amor da adolescência. Entre sorrisos, lágrimas, desilusões e a permanente redescoberta dela própria, Louisa conseguirá resolver todos os mistérios do seu passado e ainda dar-se conta de que o Amor pode estar onde menos se espera :)
Confesso que foi uma leitura bastante agradável :P